Want to Partnership with me? Book A Call

Popular Posts

Dream Life in Paris

Questions explained agreeable preferred strangers too him her son. Set put shyness offices his females him distant.

Categories

Edit Template

Prefeito na Paraíba diz que ter filho com autismo é “infelicidade”; aliada defende fala e diz que “o povo está cheio de besteira”

Prefeito de Pombal, Dr. Verissinho (ao centro). (foto: reprodução/redes sociais)

Uma fala do prefeito do município de Pombal, Dr Verissinho (MDB), está repercutindo nas redes sociais desde ontem (09).

Conforme apurou o VozPB.com.br/”>VozPB, o gestor da cidade sertaneja afirmou em uma reunião que é “Infelicidade” ter um filho com transtorno do espectro autista (TEA).

“As pessoas que têm a infelicidade de ter um filho com transtorno a procurar a escola do município”, cita o prefeito em trecho viral nas redes sociais.

A fala, no entanto, foi bem recebida por uma aliada de Verissinho.

“Ele não errou em nada. É felicidade você ter um filho doente?” questiona.

“É porque o povo hoje tá cheio de besteiro. Porque Deus me perdoe, um menino autista é um menino doido. E quem é que quer ter um menino doido?” continua a aliada.

“Tem esse não, é uma infelicidade, não é felicidade não”, segue.

Sobre o autismo

O autismo é uma síndrome complexa e mais corriqueira do que se pensa, mais comum em crianças que AIDS, câncer e diabetes juntos. Atualmente, o número mais aceito no mundo é a estatística do CDC (Center of Deseases Control and Prevention), órgão do governo dos Estados Unidos: uma criança com autismo para cada 36.

No mundo, segundo a ONU, acredita-se haver mais de 70 milhões de pessoas com autismo, afetando a maneira como esses indivíduos se comunicam e interagem. A incidência em meninos é maior, tendo uma relação de quatro meninos para uma menina com autismo.

Compartilhe:

vozpb.online

Redator

A Paríba tem voz

Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

VozPB

Redator

A Paraíba tem Voz

Dream Life in Paris

Questions explained agreeable preferred strangers too him her son. Set put shyness offices his females him distant.

Join the family!

Sign up for a Newsletter.

You have been successfully Subscribed! Ops! Something went wrong, please try again.
Edit Template

© 2024 Todos os direitos reservados